9 de dezembro de 2019

ISA.bot acolhe a mulher vítima de violência online

Você já ouviu falar do ISA.bot?

Não???

Conheça agora um pouquinho deste robô, super discreto que o Google, juntamente com apoio do Facebook, por iniciativa da ONG Think Olga (Conexões que salvam) e pelo Mapa de Acolhimento de Nossas.org criaram com a função, exclusiva, de ajudar, acolher e apoiar todas as mulheres vítimas de violência de gênero na internet e fora dela.

Para acessar é muito simples e há algumas maneiras:

  1. Entrar no ISA via google, a partir daí chamar pelo chat do próprio ISA.bot;
  2. Falar com o robô do ISA no google assistente;
  3. Ou por email de contato: ola@isabot.org;
  4. Por fim, via chat do facebook - entre na página do ISA e lá estará o chat - aproveite curta e compartilhe com suas amigas - é muito importante que nós, mulheres zelemos umas pelas outras.
Essa é mais uma alternativa, ademais da SAFERNET  (que também é uma iniciativa privada contra o cyberbullying, desta feita, geral - para todos).

Outra alternativa seria ligar para o 180 e denunciar!

Lembrando sobre o ISA.bot e a SAFERNET: nunca esquecer de "printar" (fazer print screen) dos comentários ofensivos, discriminatórios e/ou criminosos - o máximo de provas possíveis são aconselháveris na hora de uma denúncia. 

Após apresentação, perante os mecanismos citados, você poderá ir à justiça - mesmo antes disso já poderá fazê-lo; mas as alternativas relacionadas são seguras e darão um apoio imenso na hora do seu comparecimento perante a Delegacia, MP ou Juízo (já estará amparada e assistida por pessoas que realmente se importam com você).

Entretanto, o STJ, por meio de sua rede social no Facebook, fez questão de apresentar o ISA.bot para o público em geral como utilidade pública - aproveitaram para mencionar o 180, que sempre foi e seguirá sendo, mais uma forma de denunciar abusos, inclusive crimes.
violência de gênero via internet ISA.bot
ISA.bot imagem STJ
Enfim, você mulher, vítima de cyberbulliyng, ou crime ainda mais grave (via web), não deixe de denunciar -  ficaram aí as alternativas que desejarem ou sentirem mais cômodas e seguras para usar!

Protejam-se e divulguem!

Fontes já lincadas: ISA.bot; Safernet e STJ

*Imagem crédito STJ
___




NEWSLETTER - SUBSCREVA

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner