Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

Pelo fim das imagens impactantes nas redes sociais!

Imagem
Não serei hipócrita em afirmar que detesto redes sociais, afinal, quem vier a me procurar um pouco certamente me encontrará em pelo menos duas delas: estou no facebook e no Google mais (G+) .  O fato é que nem sempre os assuntos que " pulam" nas nossas "timelines" são do nosso agrado.  Muitos dirão que é só deixar de curtir a página ou deixar de seguir a pessoa: estão certos os que pensarem assim só que se fizesse isso com todos os que, volta e meia, publicam imagens impactantes ou notícias que não me interessam eu ficaria com ela vazia demais!    Mas de que adianta ser "amiga" de uma pessoa numa rede social e impedir que suas publicações apareçam em nossa página?  Melhor deixar de ser amiga dela na rede bloqueando-a de vez - confesso que até já fiz isso com alguns(as), mas não fico feliz!  No entanto, penso que se o assunto que interessa a elas é importante ao ponto de compartilhar com todos mas não interessam a mim, nós não temos muito em com

COISAS DE MULHER - parte I: Viver com Endometriose, Endometrioma e Adenomiose

Imagem
Durante muito anos de minha vida vivi assim:  fui portadora de todas essas enfermidades e sequer sabia. Somente comecei a sentir dores consideradas "anormais" quando decidi ser mãe; foi quando deixei a pílula anticoncepcional de vez.   Acredito que ela agia mais ou menos como "analgésico", uma vez sem, as dores aumentaram significativamente. A vida não era muito fácil, no entanto não era extremamente difícil que não pudesse ser vivida. O que sentia de estranho mesmo era o fato de ter a barriga "podre" e não poder ter uma vida sexual plena (certas posições doía deveras - isso a medicina chama de Dispareunia).   Quanto à "barriga podre" não  interpretem ao pé da letra.  Era um baixo ventre sempre dolorido, parecendo estar inchado; quando acordava, em especial quando dormia de barriga para baixo (que adoro), parecia que um trator havia passado sobre mim. Amanhecia cansada, dolorida, sem ânimo e sem paciência! Devem estar pensando que

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *