29 de julho de 2017

PREMARIN 0,625mg (estrogênios conjugados) - onde está você?

Há, pelo menos três meses venho buscando o PREMARIN 0,625mg, estrogênios que, LITERALMENTE, salvaram  meus cabelos, unhas, humor depressivo, calorões e outras "cositas" que não valem a pena citar!

A última vez que adquiri estava em Recife (PE), cidade onde vivo, e já foi bem difícil conseguir.  Na época, comprei duas caixas; só não adquiri mais porque não imaginava que ele sumiria das prateleiras das farmácias (ninguém avisou).

Pois bem; viajei para Cuiabá com uma das caixas ainda sem abrir. Passado um mês e alguns dias comecei a procurá-lo por lá - para falar a verdade rodei a cidade "quase toda"; diria que as farmácias mais conhecidas da cidade e do bairro onde vive minha mãe, passei por elas mais de uma vez,  E NADA!

Todos os atendentes diziam que estava em falta; sequer se davam o trabalho de olhar no estoque! Segundo eles, nem precisava pois já haviam cansado de dizer:  "não tem, ou está em falta" para dezenas de mulheres que passavam perguntando. 

Assim fiquei sem o hormônio, pensando positivamente que, quando retornasse para Recife, que é uma Metrópole, seguramente conseguiria.  

LEDO ENGANO!

Cá estou, passados mais de três meses da última pílula e NADA de NADA!

Sequer encontrei um genérico!  Meu marido foi às farmácias e acabou trazendo um que a atendente disse ser similar mas, falando sério, não chega "nem aos pés" do PREMARIN!

- Viciada, diriam?!

Não; apenas sentindo falta de uma droga que fazia efeito positivo em meu organismo.

Imagine que, ao invés de uma mulher na menopausa, eu fosse soro positivo (HIV +); também necessitaria do cocktail antiviral, VERDADE?

Com diabetes, necessitaria insulina; com Hipertensão - algum medicamento que abaixe, e urgente; com esquisofrenia - um antipsicótico e assim vai.   

Então, nada mais normal que eu sinta e queira meu medicamento de volta!  Ele fazia efeito, coisa que os outros parece não fazer!

Premarin 0,625mg
Aqui, neste NOSSO país, as coisas são bem "INTERESSANTES": tudo que presta, é bom, tem efeito positivo para a população acaba - seguramente, a classe política e empresarial, acha que nós (a população) SÓ merecemos os lixos que eles produzem!  

E a crítica não tem nada a ver com "complexo de vira-latas" - apenas sei enxergar o que é bom - e aqui, quase nada é - a não ser o território (as terras brasileiras), de resto, com raras exceções, nada vale nada - começando pelo povo, e terminando no PIOR - A CLASSE POLÍTICA (TODOS, SEM DISTINÇÃO DE PESSOA E DE PARTIDO).

OBS. COMO ESTOU???
"aguardando ansiosa pelo PREMARIN 0,625mg cápsulas, ou um genérico que faça às vezes!

Por Elane F. de Souza (Advogada e Administradora deste Blog)


21 de julho de 2017

Estatuto do Idoso - AGORA, justa. "Prioridades a MAIS DE 80"!

Este, aí abaixo, é o Senhor Cícero com seus dois bisnetos, ele tem um "pouquinho" mais de 80 anos, só não direi quanto é esse pouquinho porque ele não gosta; além do mais, não temos certeza!
Vovô Cícero e a Bisneta querida

Ele é um baiano do interior, terceiro ou quarto filho de uma família de doze maravilhosos irmãos. Com 16 anos saiu de casa para trabalhar em algum "canto" do Brasil.  Viajou bastante pelo Sudeste e Sul, onde diz ter passado frio de "doer nos ossos", mas, por fim acabou parando, fixando residência, no interior de Mato Grosso, próximo à Cuiabá, que, diferente do Sul, faz um calor de "rachar"!

Vovô Cícero e o amado Bisneto 
Já em terras matogrossenses, final de 1966, reencontrou-se com uma família de baianos (Os Rocha), da mesma região onde nasceu. Naquele inesquecível lugar, no "interiorzão" do Estado, acabou se "engraçando" com a formosa Senhorita Rita, filha mais velha dessa família; no entanto, mais nova que ele quatorze anos.

Naquele mesmo ano se casaram; no ano seguinte nasceu o primeiro filho. Este filho, em questão, é pai do seu segundo neto que, há poucos anos, lhe deu dois bisnetos (os das imagens).

O Casal, Cícero e Rita geraram cinco filhos; dois homens e três mulheres, infelizmente, um dos filhos (o segundo) já é falecido.  O casal e quase todos os filhos vivem hoje na capital do Estado (Cuiabá). A mudança, do interior para a capital, se deu por volta de 1978.

Esse Senhor é o homem mais honesto que conheço. Na redondeza onde vive falam que ele é "perseguidor de conta" - antes delas vencerem ele vai atrás para pagá-las, e AI do credor que não tenha a fatura ou boleto pronto para ele realizar o pagamento! Sua filosofia imaginamos que seja: "Devo, não nego, pago assim que o dinheiro estiver em minhas mãos; pois, se não é mais meu - melhor na mão do dono"!

Além de honesto é bom!  Pensa numa pessoa boa!

Entretanto, por ser uma pessoa de idade, pela criação que teve e/ou talvez não estar acostumada a "chamegos e doçuras", o defeito dele se resume em ser durão, sem essas meiguices da modernidade; no entanto, é sentimental em demasia - seguramente tem um coração que não cabe no peito!

Esse Senhor, como não podia deixar de ser, É O MEU PAI, o meu orgulho!  O melhor de todos - àquele que, inconscientemente, escolhi!

A minha alegria é saber que ele está aqui, com saúde e que, a partir de agora, mais protegido, uma vez que foi sancionada (julho 2017) a Lei 13.466, que altera o Estatuto do Idoso para estabelecer algumas prioridades às pessoas com mais de 80 anos de idade. 

Este público específico terá suas necessidades atendidas com preferência em relação aos demais idosos.  A Lei n° 13.466, em questão, realiza duas modificações práticas relevantes no Estatuto do Idoso: a inclusão do § 7º no art. 15, prevendo a preferência especial dos maiores de 80 anos sobre os demais idosos nos atendimentos de saúde, e a inclusão do § 5º no art. 71, que garante prioridade processual especial aos maiores de 80 anos.

NEWSLETTER - SUBSCREVA

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner